domingo, 25 de julho de 2010

PISO DOS COMERCIÁRIOS É MAIOR QUE O DA COMPESA

Na última sexta feira dia 23,os comerciários do nosso estado
conseguiram ultrapassar o valor do piso da Companhia 
pernambucana de saneamento(a nossa Compesa),pois enquanto
a nossa empresa estabeleceu o nosso piso salarial em "míseros 596 
reais" no ACT 2010/2011,os comerciários conseguiram pelo menos 
elevar o piso deles ao valor de 600 reais como se pode ler na matéria 
da Folha de Pernambuco postada a baixo.
Os pelêgos do Sindurb bem que poderiam explicar o porquê de 
um "piso tão miserável" em uma empresa tão milionária como a nossa 
Compesa.
Leia e saiba mais dos fatos que se seguem.

80 mil trabalhadores do Recife passam a receber R$ 600
ROCHELLI DANTAS   


AUMENTO do custo de vida influenciou decisão

Os 80 mil trabalhadores do Recife ligados ao comércio têm motivos para comemorar. 
Depois de algumas rodadas de negociação com o Sindicato Patronal, foi aprovado ontem 
o reajuste de 9%. Em valores, o percentual de aumento faz com que o piso salarial da 
categoria passe de R$ 550 para R$ 600. A ajuda alimentação também sofreu aumento, 
passando de R$ 37 para R$ 45. Os reajustes são retroativos e passam a valer desde 1° 
de julho, data-base da categoria.
“A convenção deve ser homologada na próxima semana. Este processo pode demorar 
um pouco porque o Ministério do Trabalho e Emprego ainda está em greve. Porém, nós
formalizamos um pedido junto ao órgão solicitando urgência na homologação, já que nossa 
data-base é em julho e o reajuste é retroativo ao dia 1° de julho”, afirmou a presidente em 
exercício do Sindicato dos Empregados no Comércio do Recife, Claudete Gomes. No ano 
passado, o reajuste no salário foi de 8,91%. A ajuda alimentação sofreu acréscimo de 5,71%.
Segundo ela, o reajuste deste ano foi baseado no aumento do custo de vida. “Durante todo
este mês nós realizamos rodadas de negociações com os diversos sindicatos que fazem 
parte da categoria e avaliamos que, com base no aumento do custo de vida, o valor de 
R$ 600 é possível”, destacou.
O acordo também prevê que, para os funcionários temporários contratados após o dia 
1° de julho deste ano, o salário seja de R$ 530 até o dia 31 de dezembro. Após a virada do ano, 
o valor da remuneração deve passar para R$ 555. “Após os três meses, o valor pago aos 
funcionários admitidos em caráter temporário deve ser de R$ 600”, orientou Claudete.
De acordo com o presidente do Sindicato dos Lojistas do Comércio do Recife, Fred Leal, o 
aumento é possível devido ao valor do salário mínimo. “A remuneração não pode ficar abaixo 
do salário mínimo, que é estabelecida em janeiro. A previsão do Governo Federal é de que 
o valor chegue a R$ 535. Caso este valor ultrapasse os R$ 600 acertados agora, os 
comerciários devem receber o valor do mínimo”, explicou.

Porque os nossos sindicalistas são tão sem vergonhas e pelêgos?
Porque os comerciários conseguiram "9% de reajuste" enquanto que o nosso sindicato 
(o Sindurb) não conseguiu  nem chegar perto? 
Alguém poderia nos explicar?

Um comentário:

Anônimo disse...

PRA VC VER SÉRGIO, COMO A NOSSA COMPESA TÁ SE TORNANDO ULTRAPASSADA E ATÉ OS COMERCIÁRIOS CONSEGUEM TER UM SALÁRIO BASE MAIOR DO QUE A GENTE. O DIFERENCIAL AI FOI O SINDICATO DELES. JÁ COMO NÃO PODEMOS CONTAR COM O NOSSO, AMARGAMOS ANO APÓS ANO CAMPANHAS INSSOSSAS E SUPERFICIAIS.

DIÁRIO COMPESIANO

Minha foto

SOU SIMPLES, REALISTA, CURTO E DIRETO. DETESTO ENROLADAS, NÃO SUPORTO MENTIRAS. PREFIRO ME APROXIMAR DOS QUE SINCERAMENTE ME ODEIAM, DOS QUE SE DIZENDO MEUS AMIGOS, AGEM COM SAFADEZA.

ASSIM DIZ O SENHOR JESUS CRISTO:

Josué 1:9 Não to mandei eu? Esforça-te, e tem bom ânimo; não temas, nem te espantes; porque o SENHOR teu Deus é contigo, por onde quer que andares.