terça-feira, 26 de abril de 2011

COMPESA RETIRA VIGILANTES DOS RESERVATÓRIOS PARA CONTENÇÃO DE GASTOS ,EXPÕE OPERADORES DE SISTEMAS AO RISCO DE MORTE,E PODE TER AS LOCAÇÕES INSEGURAS "INTERDITADAS" DE ACORDO COM O ARTIGO 161 DA CLT.
Ministério do Trabalho e Emprego PORTARIA Nº 40, DE 14 DE JANEIRO DE 2010Disciplina os procedimentos relativos aos embargos e interdições. O MINISTRO DE ESTADO DO TRABALHO E EMPREGO, no uso da atribuição conferida pelo art. 87, parágrafo único, inciso II, da Constituição Federal e pelo art. 913 da Consolidação das Leis do Trabalho, aprovada pelo Decreto-lei nº 5.452, de 1º de maio de 1943, e em face do disposto no art. 21 do Decreto nº 5.063, de 3 de maio de 2004, resolve: Art. 1º Disciplinar os procedimentos dos embargos e interdições previstos no art. 161 da Consolidação das Leis do Trabalho - CLT.Parágrafo único. Os procedimentos previstos nesta Portaria revestem-se de caráter de urgência, tendo em vista a natureza preventiva das medidas de embargo e interdição, que têm por objeto evitar o dano à integridade física do trabalhador.Seção IDisposições preliminaresArt. 2° O embargo e a interdição são medidas de urgência, adotadas quando constatada situação de trabalho que caracterize risco grave e iminente ao trabalhador.§ 1º Considera-se grave e iminente risco toda condição ou situação de trabalho que possa causar acidente ou doença relacionada ao trabalho com lesão grave à integridade física do trabalhador.§ 2º O embargo implica a paralisação total ou parcial da obra, considerada todo e qualquer serviço de engenharia de construção, montagem, instalação, manutenção ou reforma.§ 3º A interdição implica a paralisação total ou parcial do estabelecimento, setor de serviço, máquina ou equipamento.Seção VIDas infrações e disposições finaisArt. 19. Quando constatado o descumprimento de embargo ou interdição, o AFT deverá lavrar o auto de infração correspondente e apresentar relatório à chefia imediata, que o encaminhará ao Ministério Público do Trabalho e à autoridade policial, para os fins do §4º do art. 161 da CLT.Art. 20. Os casos de reincidência na exposição dos trabalhadores à condição de risco grave e iminente deverão ser comunicados ao Ministério Público do Trabalho através de relatório circunstanciado e cópias dos documentos pertinentes.Art. 21. A imposição de embargo ou interdição não elide a lavratura de autos de infração por descumprimento das normas regulamentadoras de segurança e saúde no trabalho ou dos dispositivos da legislação trabalhista relacionados à situação analisada.CARLOS ROBERTO LUPI - MINISTRO DO TRABALHO.      NOTA DO DIÁRIO COMPESIANO: São estes tipos de gestores e diretores  que fazem de tudo para macular a imagem da Compesa. Ao invés de trabalharem em prol do bem comum,gastam tempo apenas planejando a melhor forma de prejudicar os compesianos.São dolosos nas atitudes,crentes que serão eternamente impunes. Vamos ver o que os nossos representantes da Lei vão fazer. Se permitirão esta iniquidade,ou se serão imparcias na aplicação das leis constituídas em nosso país.  COMPESA,É MUITA ARBITRARIEDADE EM TUA GESTÃO!

Nenhum comentário:

DIÁRIO COMPESIANO

Minha foto

SOU SIMPLES, REALISTA, CURTO E DIRETO. DETESTO ENROLADAS, NÃO SUPORTO MENTIRAS. PREFIRO ME APROXIMAR DOS QUE SINCERAMENTE ME ODEIAM, DOS QUE SE DIZENDO MEUS AMIGOS, AGEM COM SAFADEZA.

ASSIM DIZ O SENHOR JESUS CRISTO:

Josué 1:9 Não to mandei eu? Esforça-te, e tem bom ânimo; não temas, nem te espantes; porque o SENHOR teu Deus é contigo, por onde quer que andares.